No Brasil pesquisas mostram que houve um aumento no número de pessoas que necessitaram de cuidados paliativos, o objetivo desse cuidado é aliviar o sofrimento físico, psicológico, social e espiritual, com a finalidade exclusiva de cuidar. Desta forma dentre os profissionais inseridos na equipe multiprofissional o enfermeiro se mostra mais vulnerável em relação ao envolvimento pessoal com relação a seus próprios sentimentos, frente a situações de sofrimento no dia a dia a equipe de enfermagem se sente despreparada com relação a morte, já que é um assunto tratado ainda como tabu na sociedade, a cultura curativista na formação dificulta esse entendimento e adaptação por parte deste profissional, resultando em sentimentos negativos, frustração, medo e despreparo. Este artigo tem como objetivo identificar o conhecimento da enfermagem com relação ao paciente oncológico em fase terminal e discutir a fragilidade da enfermagem frente a situações de terminalidade da vida humana, através de uma revisão de literatura.
Clique Aqui para Baixar a Obra Completa
Tipo De Obra: TCC
Classificação Temática: ENFERMAGEM
Ano: 2018
Cutter: S237
Publicação: 19-11-2018
Nº Páginas: 17
Autores:
ELANE PATRICIA BARBOSA DA SILVA (Elanepaixao22@gmail.com)

LAYSE MENDES SANTOS (---)

Orientadores: 
M.Sc. VALERIA ANTONIA PEREIRA (Lattes)

Palavras-Chave: 
  • Cuidados Paliativos
  • Enfermagem
  • Oncologia
  • sentimentos
  • terminalidade
Keywords: 
  • Feelings
  • Nursing
  • ONCOLOGY
  • Palliative Care
  • Terminality